quarta-feira, maio 13, 2009

A Confraria do Príapo

Ainda não escrevi nada sobre a nova Confraria do Príapo, que nasceu no mês passado com o propósito de defender, valorizar e promover, com identidade própria, a cerâmica erótica das Caldas da Rainha, de que o falo é a principal peça e símbolo.
Acho a Confraria bem aparecida, até porque pode desenvolver várias actividades que podem ser uma mais valia para a cidade, como o provável Museu Erótico das Caldas.
Quanto ao quererem fazer uma abordagem cultural, artística e elegante da "coisa" (aliás coiso), rejeitando o que se entende por vulgar, grosseiro e ofensivo, é que vai ser mais difícil...

27 comentários:

Maria P. disse...

E esta?!...

:))

Beijos, Luís M.

Maria disse...

Pois...
Parece que a Confraria já vai avançada, segundo me falaram...
Vamos ver como corre a coisa do "coiso"...

:))

Beijinho, Luís

São Rosas disse...

Tens toda a razão. Aliás, isso foi dito à Gazeta das Caldas pelo coleccionador de arte erótica, Paulo Moura, que está a tentar chegar a acordo com a Câmara para que a colecção dele vá para as Caldas: "Paulo Moura, economista de Coimbra que possui a maior colecção privada de objectos eróticos do país, defende a instalação de um museu temático nas Caldas da Rainha, é um dos aderentes à iniciativa e diz que «vai ser complicado estabelecer uma fronteira que seja sensata e equilibrada», mas reconhece que «sem desafios isto não teria piada nenhuma»."

Zé Povinho disse...

É pá, a fotografia está o máximo.

Não sabia que embrulhavam "os das caldas" com barretes.

Malandrice, cultura, estética e bom gosto, é dificil de casarem, mas vamos ver o que dá.

as velas ardem ate ao fim disse...

Ha tanta suavidade em nada dizer e tudo se entender.Fernando Pessoa

Sinto o em ti no teu blogge vai daí premiei te no Velas!

um bjo

Teresap disse...

A Gazeta das Caldas traz, na sua edição de hoje, um interessante artigo sobre este blogue. Parabéns, Luís.

Luis Eme disse...

é mesmo assim, há que aproveitar as tradições locais, M. Maria Maio...

Luis Eme disse...

tem tudo para correr bem, Maria...

Luis Eme disse...

pois vai, São.

tem de se ter um critério bastante transparente e perceptível, o que é muito difícil como sabes, no campo das artes...

Luis Eme disse...

pois, no teu tempo deviam ser embrulhados com jornais da véspera, Zé...

agora há mais bom gosto. já devem estar a pensar no turismo...

Luis Eme disse...

és uma querida, Vela.

Luis Eme disse...

obrigado, Teresa.

a Joana (que não conheço...) foi uma querida e fez uma boa notícia sobre as "Viagens" na "Gazeta".

São Rosas disse...

O critério do coleccionador é bem transparente. Veremos se a Câmara das Caldas e a Confraria do Príapo têm um critério:
1) igualmente transparente;
2) com um denominador comum que permita conciliar os pontos de vista.
É que, por exemplo, para o coleccionador, a palavra caralho não deve ser substituída, neste contexto, por falo e muito menos camuflada com o deus Príapo.
Vamos ver...

Luis Eme disse...

conjugar três vontades, ainda torna tudo mais dificil, São...

São Rosas disse...

Estás a referir-te ao caralho, a falo e ao Príapo, certo?

;O)

Luis Eme disse...

claro que não, São.

falo do coleccionador, da câmara e da confraria.

São Rosas disse...

Eu percebi, Luís ;O)

Luis Eme disse...

imaginei que sim, São...

São Rosas disse...

Na próxima 6ª feira o Paulo Moura vai fazer uma pequena apresentação da sua colecção na primeira assembleia geral da Confraria do Príapo. Vai ser o primeiro teste para sabermos se o tipo de arte é "aceitável" para quem vai lá estar presente...

Luis Eme disse...

boa, estás mesmo em cima do acontecimento.

ainda vais ser Confrade (ou será Confreira?) do Príapo, São.

São Rosas disse...

Não me deixam. Dizem que eu sou muito asneirenta :O)

Luis Eme disse...

e és, São?

São Rosas disse...

Só quando estou bem disposta :O)

Luis Eme disse...

boa.

São Rosas disse...

Como sabes que sou boa?

;O)

Luis Eme disse...

boa, a resposta...

São Rosas disse...

Eu percebi, Luís ;O)