domingo, abril 05, 2009

Vista Para os Quartos da Casa da Avó


Foi preciso chegar Abril para visitar Salir de Matos.
Visitei vários familiares, inclusive o meu novo primo, o Francisco.
Também descobri que a velha casa da avó começa a ruir...
Os pequenos quartos de fora já estão sem paredes, com uma vista mais larga para a vizinhança...

10 comentários:

Maria P. disse...

Estas imagens fazem doer, não é?...

Beijos, Luís M.

Maria disse...

Se soubesses o que me dói ver casas assim, pensando que já tiveram vida lá dentro... ainda por cima quando é de alguém que nos foi tão chegado...
... é uma dor que dói.

Beijinho, Luís

Cris Caetano disse...

O tempo é cruel.

Beijinhos

Gervásio disse...

Que avós modernos, até pintavam os quartos de azul e rosa.

Anónimo disse...

Caro Luis
O sentimento de abandono e ausência. O modesto casebre está moribundo e longe vão os tempos em que aqueles quartos tiveram vida...conheço muitas casas assim...tanta gente já partiu..e tantos emigraram...os que vão ficando procuram outro conforto que estas casas já não dão...
Pedra a pedra se vai desmoronando a memória...fica apenas a lembrança ténue da casinha da avó que tinha dois quartos, um rosa e outro azul..
Obrigado
Vitor Pires

Luis Eme disse...

são estranhas, M. Maria Maio...

Luis Eme disse...

é uma constante neste Portugal, desmomorizado, Maria...

Luis Eme disse...

às vezes sim, outras não, Cris...

Luis Eme disse...

só um gajo chamado Gervásio se lembrava de "bater" na cor dos quartos...

Luis Eme disse...

tinha mais quartos, Vitor.

o azul e o rosa são os que já estão a descoberto...