terça-feira, setembro 25, 2007

Lugares de Outono

Um dos lugares onde melhor se sente a chegada do Outono é na Mata das Caldas da Rainha.
Andar ou correr no meio de tantas folhas caídas, ao ponto de ficarmos com os pés cobertos do "ouro", com a "música" característica do pisar das folhas secas, é normal para quem passeia neste espaço...
E quando olhamos para cima, descobrimos a nudez das árvores, que nos olham quase envergonhadas...
No Parque a tristeza é disfarçada pelas árvores que não se rendem ao Outono e permanecem imponentes, o ano inteiro...

18 comentários:

Maria P. disse...

O Outono é melodia entre folhas e troncos...

Beijinho.

Maria disse...

Que bonito, Luís.....
Vou até lá este fim de semana...

Beijinho

hora tardia disse...

ol� doce lugar outonal...


hoje ando por aqui.



_____________

obrigada.


bjos.

Rosa dos Ventos disse...

Por aqui os plátanos já começaram a "chorar ouro" mas em pequenas lágrimas...
Abraço

Isabel Castanheira disse...

Ainda é possivel encontrar por cá lugares, esquecidos, poupados, ignorados, de paz ...
O vento corre entre as folhas, faz-se música; voltemos à vida.
Um abraço
Isabel (dos livros)

Sininho disse...

É o caír das folhas, o caír das penas nos pássaros, o caír do pêlo nos cães e nos gatos e... muito pior que isso tudo, os nossos cabelos a enfeitarem o lavatório...
E olha que aqui é que não há poesia nenhuma...

Abraço, Luís.
Já sabes como eu sou...

Luis Eme disse...

Parece poesia, mas é isso mesmo Maria P...

Luis Eme disse...

Fazes muito bem, Maria.

Luis Eme disse...

Doce não sei, "Hora Tardia", sei sim que a Mata é um excelente retrato fisico do Outono...

Luis Eme disse...

A tua expressão "chorar ouro", é linda, mas não a utilizes muito, Rosa.

Com a crise, ainda invadem a tua zona, à procura do "ouro chorado"...

Luis Eme disse...

É tão bom ainda existirem esses lugares, Isabel...

Luis Eme disse...

Mas a queda da nossa "pelagem" não se confina ao Outono, Sininho...

Ida disse...

Querido Luís,

não exatamente a livralhada que foi indevidamente arrumada pela temperamental mulher a dias. Mas ando meio desgostosa, embroa seja primavera e até preferia fazer uma real viagem (e não só virtual) ao país do outono, qualquer um... Mas já sabe bem vir aqui e te encontrar com os pés cheios de "ouro", quem me dera agora a música do outono à minha volta.

Beijinhos e obrigada pelo carinho.

PS: Claro, além disso, os alunso fizeram prova esta semana, e esotu até a raiz dos cabelos com folhas e redações.

Pitanga disse...

Luis, vou lhe dizer um outro lugar que conheço bem, em que se vive isto que descreves aqui. O Monte da Senhora do Castelo em Mangualde (Viseu ) As árvores parecem que cantam música ao balançar seus galhos`. É mágico.

abraços de domingo.

Luis Eme disse...

Não devias, Ida, a Primavera não vai gostar...

Sorri ao ler as composições dos teus alunos...

Beijinhos

Luis Eme disse...

Todos conhecemos lugares com esta magia, Pitanga...

nem sempre estamos é com disposição para sentir toda a musicalidade à nossa volta...

Abraço

APC disse...

Tive alguma infância nas Caldas.
Guardo poucas lembranças, mas muito claras... Daquelas pequenas e grandes coisas que nós vimos em crianças, mesmo que não sejam pequenas e mesmo que não sejam grandes. Bonita descrição, esta.
Um abraço! :-)

Luis Eme disse...

Então deves conhecer a Mata, o Parque...

e tantas outras pequenas e grandes coisas, APC...