quinta-feira, outubro 11, 2007

A Coragem de Catalina Pestana

Conheci Catalina Pestana quando deixei as Caldas e vim viver para a Cruz Quebrada. Ela vivia no mesmo prédio dos primos Zé e Elisete e era visita de casa, pelo que nos cruzámos muitas vezes.
Desses meus dezoito anos guardo a imagem de uma mulher forte, desabrida, generosa e solidária.
Voltámos a encontrar-nos mais vezes, ao longo dos anos, quase sempre com um ponto comum, o padre Felicidade Alves.
A última delas foi em Salir de Matos, na inauguração do "Largo Padre Felicidade Alves".
O "Caso Casa Pia" acabou por a transformar numa figura pública, com a sua nomeação como Provedora da Instituição, no seu período mais critico.
Continuo a pensar que foi uma boa escolha, porque era necessário alguém com coragem e personalidade forte para enfrentar todo aquele clima de suspeição e de violência que envolvia a Casa Pia.
Houve uma altura que achei que ela estava a falar demais, que devia manter uma maior descrição. Esquecido de que estava sempre rodeada de jornalistas, à procura de "assunto" para alimentar a novela...
Finda a comissão voltou a ter a sua vida de volta, embora continuasse ligada às pessoas e ao processo, por razões óbvias.
Processo que foi arrefecendo, até que ela deu uma entrevista oportuna ao semanário "Sol" - desta vez não tenho dúvidas que falou na altura certa -, causando alguns embaraços e até mau estar, no interior e no exterior da Instituição.
Não gostei do discurso facilitista da actual directora, que diz que tudo está bem, quando todos sabemos, que estamos a falar de "feridas" que demoram muito tempo a sarar e nunca deixam de doer. Nem tão pouco da indignação dos funcionários, que falaram de um clima de terror, nos seus tempos de provedora. Embora os compreenda, para eles era bem melhor o tempo em que tratavam os alunos como objectos, sem terem de dar satisfações pelos seus actos a ninguém, que os tempos de Catalina, em que tiveram de ser mais responsáveis, além de verem quase todos os seus passos vigiados, pelo menos no interior da Casa Pia.

Embora todos nós estejamos convencidos que esta "montanha" vai parir um rato, é bom que apareça alguém, com coragem, para dizer que quase nada mudou, que grande parte dos "predadores" continuam à solta, por aí, sem desistirem das "presas" da Casa Pia e de outros lugares...

17 comentários:

AnaG. disse...

Li o teu post com muita atenção e concordo com o que dizes.
Acho que foi uma boa altura para a Drª Catalina falar. Creio que ela quis chamar a tenção para aquilo que estava a cair no esquecimento.
Não compreendo como se está a branquear determinadas pessoas e elas próprias aparecem com aquele ar de que são os maiores.
Continua-se a não pensar nas crianças. Só quem lida todos os dias com meninos fragilizados, negligenciados e alguns abusados é que poderá dar valor ao seu sofrimento. Muitos deles só nos passam o seu sofrimento através do olhar, porque se tentarmos saber alguma coisa, respondem-nos com o silêncio.
Muitas vezes falta sensibilidade às pessoas que lidam com estes meninos. É mais fácil fingir que não está a acontecer nada...Dá menos trabalho.
Não acredito que esteja tudo bem, como diz a actual directora.
Espero bem que tudo isto não caia em saco roto...

Desculpa, Luís, este comentário tão longo.

Beijitos

Maria disse...

Li este post atentamente.
Pensei passar à frente sem o comentar. Há mais posts por aí sobre este assunto, que naturalmente mexe com "gente importante".
O que te quero dizer, Luís, é que tudo isto me preocupa muito, porque os anos vão passando...
... e o desgaste da Catalina foi enorme enquanto esteve na Casa Pia, e continua....

Beijinho

as velas ardem ate ao fim disse...

Acabei ontem de ler a 1ª parte da entrevista e já aguardo ansiosa pelo proximo Sol.
Gosto de pessoas frontais e não podia concordar mais contigo.Esta entrevista é um murro no estomago de muita gente que faz tudo para que se esqueça o caso.


Há um proverbio birmanes que diz:

" Morre-se de vergonha, não de medo "

Acho que se aplica muito bem a esta senhora.

Bjinhs e bfs

Sininho disse...

Ah, malvado que me roubaste a ideia e a imagem!!!
Já não tenho post a apresentar sem ser acusada de plágio...
Para me vingar, deixei-te uma encomenda registada lá em casa e que já sei que não vais levantar...

Pitanga disse...

Luis, infelizmente, aqui também, há Casa(s) Pia(s). Gostaria de saber como são contratados os tais funcionários e que formação é que têm. Certamente, formação humana, é que não.

abraços de feriado.

Rosa dos Ventos disse...

Será que tudo vai ficar por deslindar?
Eu quero acreditar que não!

Abraço

A COR DO MAR disse...

Muito bom Luis, gostei de saber da Sra Catalina Pestana.
Sobre o assunto... pois,
"é sempre a mesma coisa"

Uma beijoca daqui do oeste ;)

Luis Eme disse...

Eu compreendo Ana.

Todo este processo continua a mexer com muita gente importante do país...

Há muito gente envolvida (cujos nomes continuam fora das investigações) com medo, por isso é que existiram tantas manobras de "contra informação" (como acontece hoje com a Madie), na tentativa de descredibilizar a investigação e a própria justiça.

Para esta gente as crianças não passam de uns mentirosos, etc.

O pior é que é esta gente triste e podre, que continua a deter o poder no nosso país.

E é por isso que isto vai acabar por cair em saco roto...

Luis Eme disse...

Eu sei que há muitos "posts" por aí sobre o assunto, Maria.

Basta ler o "Público" de ontem para ver a sua escolha... todos os que aparecem tentam denegrir a imagem de Catalina.

Ela é que os preocupa, não são os pedófilos que andam por aí, até nos jornais, cada vez mais manipulados...

Isto continua a feder, infelizmente.

Luis Eme disse...

Já li a segunda parte da entrevista "Velas". E ainda é mais contundente, pelo menos sobre as influências de todos os poderes sobre a justiça, inclusive sobre as alterações ao código penal...

É uma pena o que se passa neste país...

Luis Eme disse...

Obrigado pela "encomenda" Sininho.

Podes e deves plagiar este "post", para que existam mais versões na "net", livres, sem ser encomendadas pela gente do costume.

Luis Eme disse...

Pitanga,

de certeza que há de tudo na Casa Pia, como em todo o lado. Mas normalmente são os oportunistas é que falam e não as pessoas decentes...

As crianças é que continuam vitimas, sem que se faça algo de fundo para alterar mentalidades e hábitos.

Luis Eme disse...

Cada vez tenho mais dúvidas que se deslinde alguma coisa, Rosa.

Eles estão em todo o lado e são demasiado poderosos...

Luis Eme disse...

Infelizmente é como dizes "Cor do Mar", é sempre a mesma coisa...

Faz doer viver neste país.

Anónimo disse...

ME GUSTARIA CONTACTAR CON CATALINA PESTANA, SABE ALGUIEN SU NUMERO DE TELEONO O DIRECCION EN PORTUGAL. ES URGENTE, HAY PRUEBAS MUY IMPORTANTES QUE PUEDEN AYUDARLA EN SU LUCHA CONTRA LA PORNOGRAFIA EN LA CASA PIA

Jorge Vieira Cardoso disse...

se tivesse o contacto de catalina pestana, oferecia-lhe um livro meu, que entra no mundo pedófilo... como homenagem à sua luta contra a pedófilia

Anónimo disse...

Conheci a dr Catalina em Belém, quando catraia como ela,este nome invulgar para mim, não mais esqueci, sempre foi uma moça de coragem, agora demonstrou-a mais uma vez nesta difícil luta.Teve um bom orientador o padre Zé.