domingo, outubro 14, 2007

Mistérios do Olhar...

A forma de olharmos tudo o que nos rodeia está muito ligada ao nosso estado de espírito...
Muitas vezes somos completamente indiferentes às pessoas que nos cercam, a nossa atenção fixa-se em coisas tão simples como as ruas, o céu, as árvores, as casas, o rio, as flores, etc.
Outras, reparamos em tudo, com tanta nitidez, que até assusta...
Ontem "viajei" em vários transportes públicos (cacilheiro, metro, autocarro...) e descobri que quase todas as pessoas mascavam pastilhas, homens ou mulheres...
Ocorreu-me um pensamento justificativo: talvez estivessem a tentar deixar de fumar e esta fosse a forma de terem a boca ocupada...
Também descobri que quase todas as pessoas que atendiam e falavam ao telemóvel, o faziam aos berros. Perguntei para os meus botões: «será que eu também sou assim?»
Provavelmente sou. Prometi a mim mesmo que ia tentar falar mais para dentro, em público...
Em relação ao mascar pastilhas elástica, não faço parte do "clube". Não acho que os maxilares precisem de tanta ginástica...

15 comentários:

Maria P. disse...

Mistérios do olhar...sem explicação.

Boa semana.
Abraço.

as velas ardem ate ao fim disse...

um retrato de quem anda por ai.

bjinhos e boa semana


(tb ja li a 2ª parte da entrevista e fiquei com medo que nao se faça justiça)

Sininho disse...

Já eu... pertenço mais ao club da pastilha do que ao do telelé...
Mas só masco em casa...

Rosa dos Ventos disse...

Os comportamentos que referes ocorrem mesmo em situações bastante formais, sobretudo o mascar pastilhas furiosamente.
Felizmente que não pertenço a nenhum desses clubes.
Bem visto...és um bom observador!

Abraço

Anónimo disse...

Caro Luis
O olhos s�o os terminais mais sensiveis do cerebro, embora todos os outros sentidos que ao natureza ao longo dos milenios nos acrescentou....o olhar sem duvida sao os diamantes da cara..o nosso olhar ri, chora, canta, desconfia e se fecha para sempre quando a morte chega..felizes os olhos que procuram as coisas simples do dia a dia....existem olhos que procuram o que parece bem, o que fica bem com os sapatos e a mala de marca, o carro, e o sentido do poder...e existem aqueles olhos que nada querem, apenas reparam nas coisas insignificantes...vou por esses....recuando nos anos, sentava-me de degrau de uma loja no meu intervalo do almo�o e numa das ruas mais movimentadas das Caldas via: duas velhas de bra�o dado com as saias mais curtas ah frente, uma mulher cerregando ah cabe�a uma saca de batatas e na mao uma cesta com ovos, o homem das cautelas a berrar e a meter-se com o barbeiro, o cheiro de sardinhas assadas, as andorinhas nos beirais irrequietas, um tapete acabado se ser colocado numa janela, e noutra ao lado uma grande discussao entre marido e mulher....e olhei para outra janela e alguem levava um garrafao ha boca e de imediato fechou a janela quando se apercebeu que eu estava a olhar.....os tempos mudam e as pastilhas tornam-se comuns. os telemoveis..tudo tao rapido que nem chegamos a olhar para os pormenores.....
obrigado
vitor pires

Luis Eme disse...

É verdade Maria P, não existe grande explicação...

umas vezes olhamos os outros, outras entretemo-nos com outras paisagens...

Luis Eme disse...

Um retrato, de uma máquina nem sempre observadora das pessoas, "Velas"...

Luis Eme disse...

Eu só não imaginava encontrar tanta gente a mascar pastilha, por essa Lisboa fora, Sininho...

Luis Eme disse...

Talvez essa fúria de que falas, acalme, Rosa...

Luis Eme disse...

Mas não deixam de ser um mistério, Vitor.

Normalmente, quando há alguma coisa nos chateia, temos um olhar mais critico, mais sarcástico, sobre tudo o que nos rodeia...

Cris Caetano disse...

Já fui mais amiga do chiclete (pastilha elástica) e quando a vontade aperta, mastigo em casa e acabo sempre me irritando porque o sabor se esvai muito rápido. Sou viciada em telelés, mas não sou adepta a altos papos na rua, acho que tem sempre alguém de orelha em pé na coscuvilhice hehehe. Conclusão? Acho que "estou" uma pessoa básica... :(
Beijos

Luis Eme disse...

Não estás nada, Cris.

Basta espreitar as tuas nuvens, para o perceber...

abraço

Cris Caetano disse...

Obrigada, Luís! És muito gentil. :)
Beijos

APC disse...

Eheheheh...
É verdade que falam altíssimo, sim, também acho. Quanto à pastilha, nunca me deu para reparar muito nisso. Nem nos outros, nem em mim! :-P
Vou ficar atenta! ;-)
Mas há por aí umas Trident Splash de baunilha ("ou lá o que é") que são mesmo apetitosas! :-O

Luis Eme disse...

O mais curioso, é que normalmente estas coisas, passam-me ao lado, APC...