sexta-feira, janeiro 11, 2008

Os Carros de Madeira

Os carros de madeira, que os os tios, Zé e Arcelino, faziam para nos transportarem, a mim e ao meu irmão, ainda bem pequenotes, pelas ruas de Salir de Matos, são uma das primeiras boas recordações que tenho da minha Aldeia...
Recordei-os com um sorriso, quando olhei o óleo de Júlio Pomar, "O Carro na Calçada".
Às vezes acontece.
Uma simples fotografia ou um quadro, são o suficiente para nos levarem de viagem até ao passado...

20 comentários:

Maria disse...

Tu ainda és um jovem, Luís, agora imagina a quantidade de vezes que eu "regresso ao passado".....

Beijinho

samuel disse...

No meu caso (deformação profissional...) são quase sempre os sons. Em fracções de segundo está montado todo o cenário, com personagens e tudo...

Abraço

Maria P. disse...

Uma imagem, uma palavra, um post do Luís Eme, e recordar o passado acontece...

Beijinho*

lena disse...

um recordar enternecedor

muitas vezes acontece!


o carinho num abraço meu


lena

Maria Luar disse...

E viajar ao passado num carrinho carregado de ternura é um sonho a não perder.

Abraço

Acordomar disse...

Este quadro esta um espetaculo!

... nem todos os olhos vêm igual, mas fiquei a saber que (sem importar a idade) "olhas" na mesma direção que eu, pq tambem vejo o "mesmo" que tu.

Um abraço Luis e tem uma boa semana

alice disse...

vi-os no funchal este início de ano. não andei neles. há vertigens que não sou capaz de suportar. fobias incompreensíveis. porque a sensação deve ser de pássaro :)

Sininho disse...

Revejo-me, completamente, no primeiro comentário aqui deixado.
E assino por baixo.

Abraço

barb michelen disse...

Hello I just entered before I have to leave to the airport, it's been very nice to meet you, if you want here is the site I told you about where I type some stuff and make good money (I work from home): here it is

Luis Eme disse...

Pois, não sei como será, daqui a uns anos, Maria...

Luis Eme disse...

Acho que não é deformação, Samuel, é algo mais profundo, mais nosso...

Luis Eme disse...

Quando uma imagem basta, Maria P, para a povoaramos de palavras...

Luis Eme disse...

Pois acontece, Lena... (que bom...)

Luis Eme disse...

Se é, Maria Luar...

Luis Eme disse...

Gostei da analogia que fizeste dos nossos olhares, Cor do Mar...

Luis Eme disse...

E não gostas da sensação de pássaro, Alice?...

Luis Eme disse...

Hello Barb...

Luis Eme disse...

E eu não sei que dizer, Sininho.

Quando tiver a vossa idade, tenho de andar sempre com papel e caneta no bolso (mas já ando...).

Manuela disse...

os carrinhos de rolamentos... nada sofisticados, funcinavam com o engenho e habilidade de cada criança... momentos únicos... hoje o único lugar onde se encontram é mesmo nas nossas lembranças a deixar escapar o sorriso de como era tão bom ter coisas tão simples...

:)

Luis Eme disse...

Os meus tios até faziam as rodas de madeira nestes primeiros carros...

os carros de rolamentos vieram depois, Manuela...