quarta-feira, março 12, 2008

O Caldas Deixou de Ser Um Doce...

Se há coisa que me faz impressão, é a forma como as Caldas e os caldenses, estão a tratar o seu clube mais emblemático, o quase centenário Caldas Sport Clube.
Eu sei que o futebol já deixou, há bastante tempo, de ser a "missa" dos domingos à tarde. Foi desviado para quase todos os dias, em nome dos interesses da televisão privada de cabo e dos famosos manos "oliveirinhas"...
Também sei que o "saco azul" de Felgueiras, fez com que os autarcas, que faziam questão de ser os presidentes das mesas de assembleia geral (não é Costa?), batessem em demandada e cortassem com os "subsídios a fundo perdido", que lhes dava a ilusão da auto-suficiência...
Por causa disso andam nos distritais e desapareceram, ou mudaram de nome vários históricos do futebol português (Farense, Montijo, Salgueiros ou Académico de Viseu).
Não queria que o Caldas desaparecesse, mas parece que já ninguém quer ser presidente do clube. Ainda menos agora que é o lanterna vermelha da série C da II divisão B...
Nunca a velha expressão (ainda dos tempos da última época da primeira divisão...), «estás arrumado como o Caldas», fez tanto sentido.
Claro que os jogos deprimentes que nos são oferecidos (estou a pensar no Benfica...) e o facto de mais de metade dos profissionais da primeira divisão serem estrangeiros, não são bons sinais para o futuro do ainda famoso "desporto-rei"...
Gostava de acreditar, que é possível dar a volta a esta crise, mas parece que não existem vontades nas Caldas...

18 comentários:

Maria P. disse...

Nem os "homens bons" da terra já querem estar à frente do destino dos clubes, assim vai ser muito complicado continuar...


Beijos Luís M.

Um Momento disse...

Bem... eu sou Sportinguista... e também parece que deixou de haver vontade nos "verdes"

:)

(*)

Anónimo disse...

Talvez o futebol já tenha dado o que tinha a dar e o Caldas acabe mesmo por desaparecer. Como já não dá votos, os autarcas batem em retirada.

Hugo

Acordomar disse...

Ola Luis
o meu sobrinho joga nos infantis, e veio jogar com o caldas ha cerca de 3 semanas ... o campo nao tinha ninguem...:((

ainda sobre o post anterior, por acaso hoje lembrei-me de ti, pq passei numa rua q penso ser a Alex herculano (do Pachá), e existe lá uma lojinha parecida com a da post: tem umas vassouras e uns chinelos de tecido quentinho, atados e pendurados na porta - sorri :)

Beijocas*

O das Caldas disse...

Exactamente -Rua de Alexandre Herculano, onde está também, num primeiro andar, a sede do Sporting Clube das Caldas.
Abraços

anad disse...

Ah como são bonitas as memórias da aldeia. Gosto como fala delas. Vou voltar muitas vezes.
Anad

Luis Eme disse...

Se vai, Maria Maio...

Luis Eme disse...

Talvez o futebol não seja um desporto do século XXI, "um momento"...

Luis Eme disse...

Provavelmente, Hugo...

Luis Eme disse...

E esta, lembraste-te de mim, em plenas Caldas, Cor do Mar...

Ainda existem umas raridades dessas...

Luis Eme disse...

Que espero esteja de melhor saúde que o Caldas, "rapaz das Caldas"...

Luis Eme disse...

Pois são, Ana D...

Anónimo disse...

O problema do Caldas é igual ao de centenas de outras instituições ( colectividades ) do país a generalidade das pessoas sob a capa do "não tenho tempo" limita-se a esperar que outros resolvam os seus problemas. O Cladas tem cerca de 300 atletas, será que nesse universo não se arrajam 9/13 pessoas para gerir o clube.É um facto que as condições são dificeis mas é nesta altura que se vê o caracter de uma população e não é por acaso que o pessoal das caldas é conhecido pelos "águas mornas", S´assim se compreende a situação do Caldas a existência do Sporting das Caldas ( Pavilhões / piscinas, etc, sem sócios sem investir, ?).
OBS: As caldas estã transformadas num local onde alguns dormem depois de um dia de trabalho e onde outros sobrevivem, quais D. quixotes ( Cego não é o que não vê, mas sim o que não quer ver). Não basta colocar o filho a jogar futebol,andebol, ginástica, etc, numa qualquer instituição, pagando a mensadlidade requerida, é fundamental participar no dia a dia dessa instituição iteira-se dos problemas e sobretudo, ser parte da solução.
Um espectado atento ao que se passa nas Caldas.

Anónimo disse...

Não sei quem é o "espectador atento", mas salvo melhor opinão, de certa forma põe o dedo na ferida e hoje assistimos a um completo desinteresse por parte dos cidadãos relativamente às coisas que acontecem à sua volta.
Ainda hohe 15.03.2008, A Câmara Municipal de CR organizou um evento / espectáculo musical, com excelentes intérpretes, no salão dos Pimpões, o preço era de 2 e 3 €, compareceram + v - 30 pessoas a um sábado à noite, numa cidade " onde não há nada para fazer" ? porquê? falta de divulgação? talvbez! mas sobretudo desinteresse

Luis Eme disse...

Ambos os anónimos têm razão. (podiam ter assinado os comentários...)

Não se percebe tanto desinteresse, tanto "desamor"...

Anónimo disse...

Boa Noite

Sendo este tema inesgotável, seria interessante vermos aqui debatido como é que nos tempos que correm as instituições são geridas, o porquê de tanto desinteresse?

Luis Eme disse...

Pois seria, Anónimo...

Mas parece-me que já não há "ovos de ouro" nas instituições...

Anónimo disse...

Não há ovos, mas ainda vão aparendo galinhas.

Já agora já alguém questionou porque razão o caldas com cerca de 300 atletas recebe 150 000 € da câmara e as outras instituições juntas provavelmente não recebem
metade.
Já agora onde é a sede do caldas?
onde estão os terrenos? o dinheiro?
agora paga ao estado? o que gastou mal, com o dinheiro da câmara( ou seja nosso), é igaul ao USA, premeia-se a incompetência.