segunda-feira, março 19, 2007

Obrigado Pai




Pai,
Obrigado Pai
por me teres mostrado
o sabor da liberdade
por teres deixado
abertas
de par em par
as janelas do mundo
e me deixares voar
para lá
da linha do horizonte
que nos separa do mar

Não tenho dúvidas
de que a tua rudeza e rebelião
fruto de uma infância
marcada pela exploração,
fome e abandono,
aliadas à tua anarquia e revolução
fizeram de mim
um muito melhor cidadão.

Obrigado Pai
por seres especial...

Por seres meu Pai!

Esta fotografia de Aníbal Sequeira simboliza a infância de meu pai, atrás dos rebanhos, por montes e vales.

9 comentários:

Maria disse...

Que lindo, luis.
Levaste-me à emoção...

AnaG. disse...

Muito lindo Luís...
Soube muito bem ler as tuas palavras.
Beijinho

Sininho disse...

A homenagem de amor dum filho é sempre tocante.
Bem hajas pelos teus sentimentos.
Abraço

Alice C. disse...

A fotografia combina muito bem com as tuas palavras sentidas, Luís.

Luis Eme disse...

Maria, Ana, Sininho e Alice,

obrigado pelas vossas palavras.

Um abraço fraterno para todas vós.

Franky disse...

Para um homem ser feliz basta-lhe ler uma mensagem como esta.
Fica-se maior, de alma cheia.
A foto está linda também!
Parabéns

Luis Eme disse...

Obrigado pelas tuas palavras (pese o exagero...), Franky.

Cruzeiro disse...

Uma linda homenagem que me deixou com lagrimas nos olhos, porque infelizmente está prestes a fazer um ano que o meu faleceu...
Fica bem

Luis Eme disse...

Eu sei o que é isso, Cruzeiro...